DECLARAÇÃO DE FÉ

I. AS ESCRITURAS

Creio que a Bíblia Sagrada foi escrita por homens divinamente inspirados, sendo um tesouro perfeito de instrução celestial 1; que têm Deus como autor, a salvação a sua finalidade 2, e a verdade sem qualquer mistura de erro como sua matéria 3; que revela os princípios pelos quais Deus nos julgará 4, e portanto é, e continuará sendo até o fim do mundo, o verdadeiro centro da união cristã 5, e o padrão supremo pelo qual toda conduta, credo e opinião humana devem ser julgados 6. Referências: - 1. II Timóteo 3:16,17, “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra”; II Pedro 1:21; II Samuel 23:2; Atos 1:16; 3:21; João 10:35 (Salmos 82:6); Lucas 16:29-31; Salmos 119:11; Romanos 3:1,2; Isaías 8:20; I Pedro 1:10-12. - 2. II Timóteo 3:15, “E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.”; I Pedro 1:10-12; Salmos 85:8; Hebreus 1:1; Atos 11:14; Romanos 1:16; Marcos 16:16; João 5:38,39; 20:31; Romanos 10:17. - 3. Provérbios 30:5, “Toda a Palavra de Deus é pura; escudo é para os que confiam nele.”; João 6:63; 17:17; Apocalipse 22:18,19; Romanos 3:4; Salmos 19:8. - 4. Romanos 2:12, “Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados”; João 12:47,48; I Coríntios 4:3,4; Lucas 10:10-16; 12:47,48; I Coríntios 3:13. - 5. Filipenses 3:16, “Mas, naquilo a que já chegamos, andemos segundo a mesma regra, e sintamos o mesmo.”; Efésios 4:3-6; Filipenses 2:1,2; I Coríntios 1:10; I Pedro 4:11; I João 1:1-4,7. - 6. I João 4:1, “Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.”; Isaías 8:20; I Tessalonicenses 5:21; II Coríntios 13:5; Atos 17:11; I João 4:6; Judas 3; Efésios 6:17; Salmos 119:59,60; Filipenses 1:9-11; II João 10; Romanos 16:17.

II. O VERDADEIRO DEUS

Creio que as Escrituras ensinam que existe um e somente um Deus vivo e verdadeiro, em Espírito infinito e inteligente, cujo nome é JEOVÁ, Criador e Supremo Governador do Céu e da terra 1; individualmente glorioso em santidade 2, e digno de toda a honra, confiança e amor 3; que na unidade da Divindade existem três pessoas, O Pai, O Filho e O Espírito Santo 4; iguais em toda perfeição divina 5, e executando ofícios distintos mas harmoniosos na grande obra da redenção 6. Referências: - 1. João 4:24, “Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.”; Salmos 147:5; Hebreus 3:4; Romanos 1:20; Jeremias 10:10; Daniel 4:34, 35. - 2. Êxodo 15:11, “Ó SENHOR, quem é como tu entre os deuses? Quem é como tu glorificado em santidade, admirável em louvores, realizando maravilhas?”; Isaías 6:3; I Pedro 1:15, 16; Apocalipse 4:6-8. - 3. Marcos 12:30, “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.”; Apocalipse 4:11; Mateus 10:37; Jeremias 2:12,13. - 4. Mateus 28:19, “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”; João 15:26; I Coríntios 12:4-6; I João 5:7. - 5. João 10:30, “Eu e o Pai somos um”; João 5:17; 14:23; 17:5,10; Atos 5:3,4; I Coríntios 2:10,11: Filipenses 2:5,6. - 6. Efésios 2:18, “Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.”; II Coríntios 13:14; Apocalipse 1:4,5; Hebreus 9:12-15.

III. A QUEDA DO HOMEM

Creio que as Escrituras ensinam que O homem foi criado em santidade, sob a lei de seu Criador 1; mas que, por transgressão voluntária, caiu daquele feliz e santo estado 2; em conseqüência disso toda a humanidade é agora composta de pecadores 3 não por compulsão, mas por livre escolha 4; e os pecadores estão, por natureza, totalmente desprovidos daquela santidade exigida pela lei de Deus e positivamente propensos para o mal; pelo que também estão sob justa condenação 5, sem defesa ou desculpa 6. Referências: - 1. Gênesis 1:27, “E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”; Gênesis 1:31; Eclesiastes 7:29; Atos 17:26; Gênesis 2:16. - 2. Gênesis 3:6-24, “E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela”. 7 Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais. 8 E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim. 9 E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás? 10 E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. 11 E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses? 12 Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi. 13 E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. 14 Então o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. 15 E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. 16 E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará. 17 E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. 18 Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo. 19 No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás. 20 E chamou Adão o nome de sua mulher Eva; porquanto era a mãe de todos os viventes. 21 E fez o SENHOR Deus a Adão e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu. 22 Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente, 23 O SENHOR Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. 24 E havendo lançado fora o homem, pós querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida.”; Romanos 5:12; Eclesiastes 7:29; I Coríntios 15:21. - 3. Romanos 5:19, “Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos.”; João 3:6; Salmos 51:5; Romanos 3:10-18, 23; 5:12, 15-19; 8:7; I Coríntios 15:22 - 4. Isaías 53:6, “Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.”; Gênesis 6:12; Romanos 3:9-18. - 5. Efésios 2:1-3, “E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, 2 Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. 3 Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.”; Romanos 1:18,32; 2:1-16; Gálatas 3:10; Mateus 20:15. - 6. Ezequiel 18:19,20, “Mas dizeis: Por que não levará o filho a iniqüidade do pai? Porque o filho procedeu com retidão e justiça, e guardou todos os meus estatutos, e os praticou, por isso certamente viverá. 20  A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai levará a iniqüidade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele e a impiedade do ímpio cairá sobre ele.”; Romanos 1:20; 3:19; Gálatas 3:22.

 IV. O CAMINHO DA SALVAÇÃO

Creio que as Escrituras ensinam que a salvação de pecadores provém inteiramente da graça 1; através dos ofícios medi­atórios do Filho de Deus 2; O qual, segundo a vontade do Pai, se tornou homem, ainda que sem pecado 3; honrou a lei divina por Sua obediência pessoal 4, e por Sua morte fez plena expiação por nossos pecados 5; tendo ressuscitado dos mortos, está agora entronizado no céu 6; e, reunindo em Sua maravilhosa pessoa as mais ternas simpatias com as perfeições divinas, é, em todos os sentidos, capacitado para ser um Salvador perfeito, compassivo e completo 7.Referências: - 1. Efésios 2:5, “Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos)”; Mateus 18:11; I João 4:19; I Coríntios 3:5-7; Atos 15:11; Romanos 3:23,24; 4:1-4; Tito 2:11,14. - 2. João 3:16, “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”; João 1:1-14; Hebreus 4:14; 12:24; Atos 4:12; João 6:68; 1:29; Romanos 5:8; Oficio mediatório – Hebreus. 4:14; 5:5; 6:20; 8:1. - 3. Filipenses 2:6,7, “Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, 7 Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;”; Hebreus 2:9,14; 4:15; 7:26; II Coríntios 5:21; João 14:30.; I Pedro 1:19; 2:22; I João 3:7,8. - 4. Isaías 42:21, “O SENHOR se agradava dele por amor da sua justiça; engrandeceu-o pela lei, e o fez glorioso.”; Filipenses 2:8; Gálatas 4:4,5. - 5. Isaías 53:4,5,” Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. 5 Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.”; Mateus 20:28; Romanos 4:25; 3:21-26; I João 4:10; I Coríntios 15:1-3; Hebreus 9:13-15 [Plena expiação – Isaías 53:4 “sarados” (I Pedro 2:24); 53:10,11 “satisfeito”.] - 6. Hebreus 1:8, “Mas, do Filho, diz: O Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino.”; Hebreus 1:3; 8:1; Efésios 1:20. - 7. Hebreus 7:25,26, “Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles. 26 Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;” Salmos 45.

V. A JUSTIFICAÇÃO

Creio que as Escrituras ensinam que a grande benção assegurada por Cristo 1 àqueles que nEle confiam, é a justificação 2; que a justificação abrange o perdão do pecado 3, e o dom da vida eterna de acordo com os princípios de justiça 4; que é outorgada, não em consideração em quaisquer obras de retidão que tenhamos praticado, mas exclusivamente por meio de fé em Cristo 5; na virtude de qual fé a Sua justiça perfeita nos é livremente imputada por Deus 6; que nos introduz a um estado da mais abençoada paz e favor perante Deus, assegurando todas as demais bênçãos necessárias para o tempo e a eternidade 7. Referências: - 1. João 1:16, “E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça.”; Efésios 3:8. - 2. Atos 13:39, “E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê.”; Isaías 3:11,12; Romanos 8:1. - 3. Romanos 5:9,” Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.”; Zacarias 13:1; Mateus 9:6; Atos 10:43. - 4. Romanos 5:17, “Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo.”; Tito 3:5,6; I Pedro 3:7; I João 2:25; Romanos 5:21. - 5. Romanos 4:4,5, “Ora, àquele que faz qualquer obra não lhe é imputado o galardão segundo a graça, mas segundo a dívida. 5 Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça.”; Romanos 5:21; 6:23; Filipenses 3:7-9. - 6. Romanos 5:19, “Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos.”; Romanos 3:24-28; 4:23-25; I João 2:12; II Coríntios 5:21.  - 7. Romanos 5:1-3, “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; 2 Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. 3 E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,”; Romanos 5:11; Mateus 6:33; I Timóteo 4:8.

VI. O CARÁTER GRATUITO DA SALVAÇÃO

Creio que as Escrituras ensinam que as bênçãos da salvação são gratuitamente oferecidas a todos por meio do Evangelho 1; que é dever imediato de todos a crerem, e se arrependerem por meio de uma fé cordial e obediente 2; e que nada impede a salvação do maior pecador que existe sobre a terra senão a sua própria depravação voluntária e sua rejeição espontânea do Evangelho 3; rejeição essa que trará sobre ele a mais severa condenação 4. Referências: - 1. Isaías 55:1, “O vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite.”; Lucas 14:17. - 2. Romanos 16:26, “Mas que se manifestou agora, e se notificou pelas Escrituras dos profetas, segundo o mandamento do Deus eterno, a todas as nações para obediência da fé;”; Marcos 1:15; Romanos 1:15-17. - 3. João 5:40, “E não quereis vir a mim para terdes vida.”; Mateus 23:37; Romanos 9:32; Provérbios 1:24; Atos 13:46. - 4. João 3:19, “E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.”; Mateus 11:20; Lucas 19:27; II Tessalonicenses 1:8.

VII. A GRAÇA NA REGENERAÇÃO

Creio que as Escrituras ensinam que, a fim de serem salvos, os homens precisam ser regenerados ou nascidos de novo 1; que a regeneração consiste em dar à mente uma santa disposição 2; que é efetuada de modo que ultrapassa nosso entendimento, pelo poder do Espírito Santo, em conexão com a verdade divina 3, a fim de assegurar nossa obediência voluntária ao Evangelho 4; e que sua evidência adequada aparece nos santos frutos do arrependimento, da fé e da novidade de vida 5. Referências: - 1. João 3:3-7, "Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. 4 Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? 5 Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. 6 O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. 7 Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo."; I Coríntios 2:14; Apocalipse 5:7-9; 21:27. - 2. II Coríntios 5:17, “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo."; Ezequiel 36:26; Deuteronômio 30:6; Romanos 2:28,29; 5:5; I João 4:7. - 3. João 3:8, "O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito."; 1:13; Tiago 1:16-18; I Coríntios 1:30; Filipenses 2:13. - 4. I Pedro 1:22-25, "Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; 23 Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. 24 Porque Toda a carne é como a erva, E toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; 25 Mas a palavra do Senhor permanece para sempre."; I João 5:1; Efésios 4:20-24; Colossenses 3:9-11. - 5. Efésios 5:9, “(Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade)"; Romanos 8:9; Gálatas 5:16-23; Efésios 3:14-21; Mateus 3:8-10; 7:20; I João 5:4,18.

 VIII. O ARREPENDIMENTO E A FÉ

Creio que as Escrituras ensinam que o arrependimento e a fé são deveres sagrados, e também graças inseparáveis, operadas na alma pelo Espírito regenerador de Deus 1; mediante o que, estando nós profundamente convencidos de nossa culpa, perigo e impotência, bem como do caminho da salvação por intermédio de Cristo 2, voltamo-nos para Deus com contrição não fingida, confissão do pecado e súplica por misericórdia 3; ao mesmo tempo recebendo de todo o coração ao Senhor Jesus como nosso profeta, sacerdote e rei, dependendo exclusivamente dEle como nosso único e todo-suficiente Salvador4Referências: - 1. Marcos 1:15, “E dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho.”; Atos 11:18; Efésios 2:8; I João 5:1 - 2. João 16:8, “E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.”; Atos 2:37,38; 16:30,31 - 3. Lucas 18:13, “O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: O Deus, tem misericórdia de mim, pecador!”; Lucas 15:18-21; Tiago 4:7-10; II Coríntios 7:11; Romanos 10:12-13; Salmos 51 - 4. Romanos 10:9-11, “9 A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. 10 Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. 11 Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.”; Atos 3:22,23; Hebreus 5:14; Salmos 2:6; Hebreus 1:8; 8:25; II Timóteo 1:12.

 IX. O PROPÓSITO DIVINO DA GRAÇA

Creio que as Escrituras ensinam que a eleição é o propósito eterno de Deus, segundo qual Ele misericordiosamente regenera, santifica e salva pecadores 1; que estando em perfeita coerência com a livre ação do homem, a mesma compreende todos os meios para garantir o fim almejado 2; que é uma gloriosíssima demonstração da bondade soberana de Deus, sendo infinitamente graciosa, sábia, santa e imutável 3; que exclui totalmente a jactância, mas promove a humildade, o amor, a oração, o louvor, a confiança em Deus e uma imitação da Sua livre misericórdia 4; que estimula o mais sincero emprego de meios bíblicos 5; que pode ser verificada pelos efeitos que produz em todos aqueles que verdadeiramente crêem em Cristo 6; que é o alicerce da segurança cristã 7; e que assegurá-la em relação a nós mesmos exige e merece a maior diligência 8. Referências: - 1. II Timóteo 1:8,9, “Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro seu; antes participa das aflições do evangelho segundo o poder de Deus, 9 Que nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos”; Efésios 1:3-14; I Pedro 1:1,2; Romanos 11:5,6; João 15:16; I João 4:19; Oséias 12:9. - 2. II Tessalonicenses 2:13-14, “Mas devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados do Senhor, por vos ter Deus elegido desde o princípio para a salvação, em santificação do Espírito, e fé da verdade; 14 Para o que pelo nosso evangelho vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo.”; Atos 13:48; 16:14; João 6:39,40; 10:16; Mateus 20:16; Atos 15:14; Hebreus 2:13-17. - 3. Êxodo 33:18-19, “Então ele disse: Rogo-te que me mostres a tua glória. 19 Porém ele disse: Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti, e proclamarei o nome do SENHOR diante de ti; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem eu me compadecer.”; Deuteronômio 7:7,8; Mateus 20:15; Efésios 1:11; Romanos 9:23-24; Jeremias 31:3; João 6:37-40; Romanos 11:28-29; Tiago 1:17-18; II Timóteo 1:9; Romanos 11:32-36. - 4. I Coríntios 4:7, “Porque, quem te faz diferente? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias, como se não o houveras recebido?”; I Coríntios 1:26-31; Romanos 3:27; 4:16; Colossenses 3:12; I Coríntios 3:5-7; 15:10; I Pedro 5:10; Atos 1:24; I Tessalonicenses 2:13; I Pedro 2:9; Lucas 18:7; João 15:16; Efésios 1:16; I Tessalonicenses 2:12; Efésios 4:32. - 5. II Timóteo 2:10, “Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna”; I Coríntios 2:1-5; 9:16-27; Romanos 8:28-30; I Coríntios 4:15; II Tessalonicenses 2:13,14. - 6. I Tessalonicenses 1:4-10, “Sabendo, amados irmãos, que a vossa eleição é de Deus; 5 Porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em muita certeza, como bem sabeis quais fomos entre vós, por amor de vós. 6 E vós fostes feitos nossos imitadores, e do Senhor, recebendo a palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo. 7 De maneira que fostes exemplo para todos os fiéis na Macedônia e Acaia. 8 Porque por vós soou a palavra do Senhor, não somente na Macedônia e Acaia, mas também em todos os lugares a vossa fé para com Deus se espalhou, de tal maneira que já dela não temos necessidade de falar coisa alguma; 9 Porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir o Deus vivo e verdadeiro, 10 E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.”; João 13:35; Mateus 7:16-20; Atos 4:11; II Coríntios 5:17; I João 3:10, 13; II Timóteo 3:12. - 7. Romanos 8:28-31, “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. 30 E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou. 31 Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?”; Isaías 42:16: Romanos 11:29; II Tessalonicenses 5:24; Filipenses 1:6. - 8. II Pedro 1:10-11, “Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis. 11 Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.”; Filipenses 3:12; Hebreus 6:10-12; Isaías 55:6; Provérbios 2.

X. A SANTIFICAÇÃO

Creio que as Escrituras ensinam que a santificação é o processo mediante o qual, segundo a vontade do Deus, somos feitos participantes de Sua santidade 1; que é uma obra progressiva 2; que tem início na regeneração 3; que é operada nos corações dos crentes pelo poder e pre­sença do Espírito Santo, o Selador e o Consolador, através do uso contínuo dos meios designados, especialmente o ministério da igreja, a Palavra de Deus, e ainda o auto-exa­me, a abnegação, a vigilância e a oração 4. Referências: - 1. I Tessalonicenses 4:3, “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição”; I Tessalonicenses 3:12,13; 5:23; II Coríntios 7:1; 13:9; Efésios 1:4; - 2. Provérbios 4:18,” Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.”; II Coríntios 3:18; Hebreus 6:1; II Pedro 1:5-8; Filipenses 3:12-16.- 3. I João 2:29, “Se sabeis que ele é justo, sabeis que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele.”; Romanos 8:5; João 3:6; Filipenses 1:9-11; Efésios 1:13,14; - 4. Filipenses 2:12,13, “De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor; 13 Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.”; Efésios 4:11-16; Hebreus 10:23-25; :II Timóteo 3:16,17; I Pedro 2:2; II Pedro 3:18; II Coríntios 13:5; Lucas 11:35; 9:23; I Coríntios 9:25-27; Mateus 26:41; Efésios 6:18; 4:30.

 XI. A PERSEVERANÇA DOS SANTOS

Creio que as Escrituras ensinam que os verdadeiramente regenerados são os que perseveram até o fim 1; que seu apego perseverante a Cristo é o grande sinal que os distingue dos pro­fessos superficiais 2; que uma Providencia especial vela por seu bem-estar 3; e que são guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação 4. Referências: - 1. João 8:31, “Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos”; I João 2:27-28; 3:9; 5:18. - 2. I João 2:19, “Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós.”; João 13:18; Mateus 13:19-23; João 6:66-69; Jó 17:9 [Os versículos que mencionam que os que perseveraram até o fim, ou ao que vencer, será salvo ou será concedido uma benção, manifestam quais são os atributos e galardões dos verdadeiramente salvos. Mateus 10:22 (32); 23:13; Apocalipse 2:7,10,17,26; 3 (4), 5, 12, 21.] - 3. Romanos 8:28, “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”; Mateus 6:30-33; Jeremias 32:40; Salmos 121:3-8; 91:9-12; Hebreus 1:14; - 4. Filipenses 1:6, “Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo”; 2:12,13; Judas 1:24,25; Hebreus 1:14; II Reis 6:16; Hebreus 13:5; I João 4:4.

 XII A HARMONIA DA LEI COM O EVANGELHO

Creio que as Escrituras ensinam que a lei de Deus é a norma eterna e imutável do seu governo moral1; que é santa, justa e boa 2; e que a incapacidade que as Escrituras atribuem aos homens decaídos para cumprirem seus preceitos, provém unicamente da natureza humana pecadora em amar o pecado 3; livrá-los de tal incapacidade e restaurá-los, através de um Mediador, a uma obediência não fingida à santa lei, é um dos principais objetivos do Evangelho e é um dos meios da graça ligados ao estabelecimento da igreja local e visível 4. Referências: - 1. Romanos 3:31, “Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei.”; Mateus 5:17; Lucas 16:17; Romanos 2:14,15; 3:20; 4:15. - 2. Romanos 7:12, “E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.”; Romanos 7:7, 14,22; Gálatas 3:21-24; Salmos 119. - 3. Romanos 8:7,8, “Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser. 8 Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.”; Josué 24:19; Jeremias 13:23; João 6:44; 5:40,44. - 4. Romanos 8:2, “Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte,” 4, “Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.”; Romanos 10:4; I Timóteo 1:5; Hebreus 8:10; Judas 1:20,21; Hebreus 9:11-16; 12:14; Mateus 16:17,18; I Coríntios 12:28; Atos 13:39; Efésios 3:6,10,11; 4:11-16.

XIII.  A IGREJA

Creio que as Escrituras ensinam que uma igreja de Cristo é um grupo visível e local de crentes batizados1, associados conforme o exemplo do Novo Testamento sob o pacto na fé e na comunhão do Evangelho 2; observando as ordenanças de Cristo3; governados por suas leis 4; e exercendo os dons, direitos e privi­légios que neles são investidos pela Sua palavra 5; que seus únicos oficiais bíblicos são bispos ou pastores, e diáconos (não permitindo que as mulheres ensinam aos homens em qualquer hipótese) 6, as qualificações, direitos e deveres dos oficiais da igreja sendo definidos nas Epístolas a Timóteo e a Tito7. Referências: - 1. I Coríntios 1:1-13, “Paulo (chamado apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus), e o irmão Sóstenes, 2 À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo o lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso: 3 Graça e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. 4 Sempre dou graças ao meu Deus por vós pela graça de Deus que vos foi dada em Jesus Cristo. 5 Porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda a palavra e em todo o conhecimento 6 (Como o testemunho de Cristo foi mesmo confirmado entre vós). 7 De maneira que nenhum dom vos falta, esperando a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo, 8 O qual vos confirmará também até ao fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo. 9 Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor. 10 Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer. 11 Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós. 12 Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo. 13 Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo?” Mateus 18:17; Atos 5:11; 8:1; 11:21-23; I Coríntios 4:17; 14:26; I Timóteo 3:5. - 2. Atos 2:41-42, “De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas, 42 E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.” I Coríntios 5:12,13; Atos 11:23 - 3. I Coríntios 11:2, “E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei.” I Coríntios 11:23-26; Colossenses 2:6,7; Mateus 28:19,20.  - 4. Mateus 28:20, “Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” João 14:15; 15:12-14; I João 4:21; João 14:21; I Tessalonicenses 4:2-7; Tito 2:7-10; II João 6; Gálatas 6:2. - 5. Efésios 4:7, “Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo.” I Coríntios 14:12; I Coríntios 12:14-18; Filipenses 1:27; Romanos 1:17; - 6. Filipenses 1:1,” 1 Paulo e Timóteo, servos de Jesus Cristo, a todos os santos em Cristo Jesus, que estão em Filipos, com os bispos e diáconos:” Atos 14:23; 15:22; 20:28; I Timóteo 3:1-5, 9-15; I Coríntios 14:33-35. - 7. I Timóteo 3:1-13; Tito 1:5-9.

 XIV. AS DUAS ORDENANÇAS

O BATISMO CRISTÃO.  Creio que as Escrituras ensinam que o batismo cristão é a imersão em água do crente em Cristo 1, em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo 2; o que demonstra, em solene e belo emblema, a sua fé no Salvador crucificado, sepultado e ressurrecto, com seu efeito, representando a sua morte para o pecado e sua ressurreição para uma nova vida 3; que o batismo neotestamentário é condição prévia para os privilégios da comunhão da igreja e da Ceia do Senhor 4.

A CEIA DO SENHOR.  Creio que as Escrituras ensinam que, na ceia do Senhor, o pão ázimo e o fruto da vide representam o corpo e o sangue do Cristo, da qual participam somente os membros da igreja reunida para esse fim 5, em comemoração à morte do seu Senhor, demonstrando sua fé e sua participação nos méritos do Seu sacrifício, sua dependência quanto a vida e à nutrição espiritual, e sua esperança de vida eterna por meio de sua ressurreição dentre dos mortos 6; sendo que essa observância deve ser precedida de fiel auto-exame 7. Referências: - 1. Atos 8:36-39, “E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? 37 E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. 38 E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou. 39 E, quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu caminho.”; Mateus 3:5-9; João 3:22,23; 4:1,2; Mateus 28:19; Marcos 16:16; Atos 2:38; 8:12; 16:32-34; 18:8.- 2. Mat. 28:19, “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”; Atos 10:47-48; Gálatas 3:27,28. - 3. Romanos 6:4, “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.”; Colossenses 2:12; I Pedro 3:20,21; Atos 22:16. - 4. Atos 2:41,42, “De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas, 42 E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.”; Atos 2:47; Mateus 28:19,20. - 5. I Coríntios 11:33, “Portanto, meus irmãos, quando vos ajuntais para comer, esperai uns pelos outros.”; Mateus 26:20; Marcos 14:17; Lucas 22:14; I Coríntios 5:11-13. - 6. I Cor. 11:26, “Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha.”; Mateus 26:26-29; Marcos 14:22-25; Lucas 22:14-20; Romanos 6:5-23. - 7. I Cor. 11:28, “Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice.”; I Coríntios 5:1,8; 11:17-34; João 6:26-71.

XV. A INDEPENDÊNCIA DA IGREJA

Creio que as Escrituras ensinam que a igreja local é soberana 1, não reconhecendo sobre si nenhuma autoridade de órgãos eclesiásticos ou governamentais 2, aceitando unicamente a Cristo como o seu cabeça e o Espírito Santo de Deus como o seu guia,3 que o faz pela Palavra de Deus 4 Referências: - 1. Mateus 16:18,19, “Pois também Eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; 19 E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.”; 18:17-20; 28:18-20; I Timóteo 3:15. - 2. Mateus 17:25-27, “Disse ele: Sim. E, entrando em casa, Jesus se lhe antecipou, dizendo: Que te parece, Simão? De quem cobram os reis da terra os tributos, ou o censo? Dos seus filhos, ou dos alheios? 26 Disse-lhe Pedro: Dos alheios. Disse-lhe Jesus: Logo, estão livres os filhos. 27 Mas, para que os não escandalizemos, vai ao mar, lança o anzol, tira o primeiro peixe que subir, e abrindo-lhe a boca, encontrarás um estáter; toma-o, e dá-o por mim e por ti.”; 22:21; Lucas 22:24-27. - 3. Efésios 1:22-23, “E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, 23 Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.”; 5:23; Romanos 8:14-15. - 4. II Timóteo 3:16,17, “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; 17 Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.”; João 14:26; II Pedro 1:21.

XVI. O DIA DO SENHOR

Creio que as Escrituras ensinam que o primeiro dia da semana é o Dia do Senhor ou Sábado Cristão1, e deve ser consagrado a fins religiosos, mediante a abstenção de todo labor secular 2, excetuando-se obras de miseri­córdia e de necessidade 3; pela observância piedosa do todos os meios da graça, tanto particulares 4 como públicos 5; e pela preparação para aquele repouso que resta para o Povo de Deus 6. Referências: - 1. Atos 20:7, “E no primeiro dia da semana, ajuntando-se os discípulos para partir o pão, Paulo, que havia de partir no dia seguinte, falava com eles; e prolongou a prática até à meia-noite.”; Gênesis 2:3; Colossenses 2:16,17; Marcos 2:27; João 20:19,26; I Coríntios 16:1,2; Apocalipse 1:10. - 2. Êxodo 20:8, “Lembra-te do dia do sábado, para o santificar”; Apocalipse 1:10; Isaías 58:13,14; Lucas 14:5. - 3. Isaías 58:13,14, “Se desviares o teu pé do sábado, de fazeres a tua vontade no meu santo dia, e chamares ao sábado deleitoso, e o santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falares as tuas próprias palavras, 14 Então te deleitarás no SENHOR, e te farei cavalgar sobre as alturas da terra, e te sustentarei com a herança de teu pai Jacó; porque a boca do SENHOR o disse.”; Isaías 56:2-7; . - 4. Salmos 118:15, “Nas tendas dos justos há voz de júbilo e de salvação; a destra do SENHOR faz proezas.”; Mateus 6:5,6; 14:3. - 5. Hebreus 10:24,25,” E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e ás boas obras, 25 Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.”; Atos 11:26; Levítico 19:30; Lucas 4:16; Atos 17:2,3; Salmos 26:8; 122:1. - 6. Hebreus 4:3-11, “Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso, tal como disse: Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu repouso; 4 Porque em certo lugar disse assim do dia sétimo: E repousou Deus de todas as suas obras no sétimo dia. 5 E outra vez neste lugar: Não entrarão no meu repouso. 6 Visto, pois, que resta que alguns entrem nele, e que aqueles a quem primeiro foram pregadas as boas novas não entraram por causa da desobediência, 7 Determina outra vez um certo dia, Hoje, dizendo por Davi, muito tempo depois, como está dito: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações. 8 Porque, se Josué lhes houvesse dado repouso, não falaria depois disso de outro dia. 9 Portanto, resta ainda um repouso para o povo de Deus. 10 Porque aquele que entrou no seu repouso, ele próprio repousou de suas obras, como Deus das suas. 11 Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência.”

 XVII. O GOVERNO CÍVEL

Creio que as Escrituras ensinam que o governo cível é uma instituição divina, para o interesse e a boa ordem da sociedade humana 1; e que devemos orar pelos magistrados, honrando-os conscientemente e obedecendo-os 2; exceto somente nos casos opostos à vontade de nosso Senhor Jesus Cristo 3, que é O único Senhor da consciência, e O Príncipe dos reis da terra 4. Referências: - 1. Romanos 13:1-7, “Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus. 2 Por isso quem resiste à potestade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação. 3 Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela. 4 Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal. 5 Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência. 6 Por esta razão também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo sempre a isto mesmo. 7 Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.”; Deuteronômio 16:18; II Samuel 23:3; Êxodo 18:21-23. Soberania de Deus: Provérbios 21:1; Salmos 76:10; Daniel 4:34,35; Atos 4:27,28. - 2. Mateus 22:21, “Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.”; Tito 3:1,2; I Pedro 2:13-16; I Timóteo 2:1-8. - 3. Atos 5:29, “Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens.”; Mateus 6:33; 10:28; Daniel 3:15-18; 6:7-10; Atos 4:18-20,28; I Coríntios 4:18. - 4. Mateus 23:10, “Nem vos chameis mestres, porque um só é o vosso Mestre, que é o Cristo.”; Romanos 14:1-5; I Coríntios 10:29-35; Apocalipse 19:16; Salmos 72:11; Salmos 2; Romanos 14:9-13. 

 XVIII. OS JUSTOS E OS ÍMPIOS

Creio que as Escrituras ensinam que existe uma radical e essencial diferença entre os justos e os ímpios 1; que somente aqueles que são regenerados, sendo justificados mediante a fé em Jesus Cristo e santificados pelo Espírito de Deus, são verdadeiramente justos para com Ele 2; enquanto todos aqueles que permanecem na impenitência e na incredulidade são na Sua vista, ímpios e debaixo de maldição 3; distinção essa que se perpetua entre os homens, tanto na morte como depois 4. Referências: - 1. Malaquias 3:18, “Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve.”; Provérbios 12:26; Gênesis 18:23; Atos 10:34,35; Romanos 6:15-23; Salmos 1:1-6; I João 3:7-10 - 2. Romanos 1:17, “Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé.”; Romanos 7:6; I João 2:28,29; I João 3:7; Romanos 6:18-23; I Coríntios 6:9-11 - 3. I João 5:19, “Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.”; Gálatas 3:10; João 3:18-19,36; Salmos 10:2-11; Isaías 55:6,7. - 4. Provérbios 14:22, “Porventura não erram os que praticam o mal? mas beneficência e fidelidade haverá para os que praticam o bem.”; Lucas 16:25; João 8:21-24; Provérbios 10:24; 11:31; Lucas 12:4,5; 9:23-26; João 12:25,26; Eclesiastes 3:17; Mateus 13:13-16, 38-43; I Pedro 4:17,18; II Tessalonicenses 1:6-10.
 

XIX. A SEPARAÇÃO DO ERRO

Creio que as Escrituras ensinam que todo salvo deve ter posição convicta, separando-se totalmente daqueles que, mesmo crentes, praticam ou não se separam daqueles que praticam, mesmo os mais sutis e disfarçados erros doutrinários 1; em particular, é bíblico abominar e ensinar todos a abominarem: os erros do modernismo teológico, do liberalismo, do ecumenismo, da nova-era, da renovação carismática-pentecostal 2, inclusive seu estilo de música erradamente chamada evangélica, mas que não é realmente sagrada e espiritual, com os ritmos, os estilos ora intimistas-emocionalistas ora agitados, as palmas, os balanços de corpo, etc., tudo tendo os cheiros e agradando a carne e o mundo 3. Referências: - 1. Amós 3:3, “Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?”; Romanos 16:17-19; II Coríntios 6:14-17; Gálatas 1:6-9; II Timóteo 3:6,14; I Timóteo 6:5; II Timóteo 2:15-19; 3:1-5; 4:1-5; Tito 3:10; II João 7-11; - 2. I Coríntios 14:21-22, “Está escrito na lei: Por gente de outras línguas, e por outros lábios, falarei a este povo; e ainda assim me não ouvirão, diz o Senhor. 22 De sorte que as línguas são um sinal, não para os fiéis, mas para os infiéis; e a profecia não é sinal para os infiéis, mas para os fiéis.”; II Coríntios 12:7,12; II Timóteo 4:20; - 3. 1 Coríntios 14:26, “Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação.”; Efésios 5:18-19; Colossenses 3:16-17 // Romanos 8:5-8; Tiago 4:4 // Romanos 12:1-2; 8:5-8; 6:1-16; 13:14; 14:7,13,21; 1 Coríntios 6:12; 8:9,12-13; 10:23,31-33; 14:20; Gálatas l:7-9; Colossenses 3:1-2,5; I Tessalonicenses 5:22; Tiago 4:4.

XX. O MUNDO VINDOURO

Creio que o fim do mundo está aproximando 1; que no Último Dia, Cristo descerá dos céus 2, e ressuscitará os mortos dos túmulos para a retribuição final 3; e que uma separação solene acontecerá 4; que os ímpios serão julgados à punição eterna, e os justos à glória eterna 5; e que este julgamento será permanente no inferno ou no céu baseado nos princípios de justiça 6. Referências: - 1. I Pedro 4:7, “E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração”; I Coríntios 7:29-31; Hebreus 1:10-12; Mateus 24:35; I João 2:17; Mateus 28:20; 13:39, 40; II Pedro 3:3-13; - 2. Atos 1:11, “Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.”; Apocalipse 1:7; Hebreus 9:28; Atos 3:21; I Tessalonicenses 4:13-18; 5:1-11; - 3. Atos 24:15, “Tendo esperança em Deus, como estes mesmos também esperam, de que há de haver ressurreição de mortos, assim dos justos como dos injustos.”; I Coríntios 15:12-58; Lucas 14:14; Daniel 12:2; João 5:28, 29; 6:40; 11:25, 26; II Timóteo 1:10; Atos 10:42; - 4. Mateus 13:49, “Assim será na consumação dos séculos: virão os anjos, e separarão os maus de entre os justos,”; Mateus 13:37-46; 25:31-33; - 5. Mateus 25:35-41, “Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; 36 Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. 37 Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? 38 E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? 39 E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? 40 E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. 41 Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos”; Apocalipse 22:11; I Coríntios 6:9, 10; Marcos 9:43-48; II Pedro 2:9; Judas 1:7; Filipenses 3:19; Romanos 6:22; II Coríntios 5:10, 11; João 4:36; II Coríntios 4:18; - 6. Romanos 3:5, 6, “E, se a nossa injustiça for causa da justiça de Deus, que diremos? Porventura será Deus injusto, trazendo ira sobre nós? (Falo como homem.) 6 De maneira nenhuma; de outro modo, como julgará Deus o mundo?”; II Tessalonicenses 1:6-12; Hebreus 6:1-2; I Cor. 4:5; Atos 17:31; Romanos 2:2-16; Apocalipse 20:11, 12; I João 2:28; 4:17; II Pedro 3:11, 12.

XXI. MÉTODOS MISSIONÁRIOS

Creio que o missionário deve ser enviado e autorizado por uma igreja 1, podendo, no entanto, ser sustentado pela cooperação de várias igrejas da mesma fé e ordem; nenhuma junta ou organização missionária deve substituir a igreja 2. Referências: -1. At 13:1-4; 14.26-27; -2. Fp 4:15-17; II Co 11.7-10.

XXII. O LOUVOR

Creio que o louvor prestado pela congregação ou apresentado pelos seus membros ou membros de outras igrejas da mesma fé e ordem, deve ser como Deus deseja ser adorado, ou seja, “em espírito e em verdade” algo que faz desnecessário e vergonhoso qualquer estímulo da carne1; que o mesmo seja para a edificação do corpo de Cristo, que é a igreja local e visível, sendo feito “decentemente e com ordem” tendo previamente a aprovação do pastor ou presidente da igreja2; que não deve ter nenhum estilo de música erradamente chamada evangélica (Gospel), mas somente aquilo que edifica a igreja, sendo aquilo que é realmente sagrada e espiritual, sem os ritmos, os estilos ora intimistas-emocionalistas ora agitados, as palmas, os balanços de corpo, e seus múltiplos instrumentos tais como bateria, guitarras, etc., tudo tendo os cheiros e agradando a carne e o mundo 3 Referencias: -1. Jo 4.24; I Co14: 15. -2.  Ef 5.18, 19; I Co 14.26, 40; Hb 13:15-17. –3. Cl 3.16-17 // Rm 8.5-8; // Rm 12:1-2; Cl 3:1-2, 5; Tg 4:4; I Ts 5:22.

 XXIII. BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

BATISMO NO ESPÍRITO SANTO. Creio que Deus, no dia de Pentecostes, autenticou a igreja que Cristo fundou em Seu mistério terreno 1, de uma vez para sempre, com o batismo do Espírito Santo 2, dando a igreja aprovação e poder para cumprir a Grande Comissão 3, e os dons milagrosos que o acompanhavam duraram somente até o fim da época apostólica, sendo substituídos pela Bíblia, completa e suficiente, com a finalidade de orientar os crentes 4.  Referências: -1. Mt 16: 18,19; 18:15-20; Jo 4:1, 2; Mt 26:26-30; Mt 28:19, 20. -2. At 1:4; 2. -3. Lc 24:49. –4. II Co 12.12; I Co 13.8-13; Hb 2.1-4; Mc 4:14; II Tm 3:15-18; 4:1, 2.



Discernimento Bíblico - www.discernimentobiblico.net